Jejum intermitente é um método científico para perder peso?

Dezembro 5, 2022

7 min read

Introdução

O jejum é a abstinência controlada e voluntária de alimentos por vários motivos. Jejuar em dias auspiciosos tem sido uma prática religiosa na Índia desde o início dos tempos. Embora existam muitos métodos de jejum, o jejum intermitente mostrou os melhores resultados na perda de peso e é fácil de começar.

O que é jejum intermitente?

É um padrão de refeição em que as janelas de jejum e alimentação se alternam. O objetivo é não comer ou não adicionar calorias durante uma janela fixa de jejum e dar ao corpo tempo suficiente para queimar gordura. Um indivíduo pode consumir alimentos para as necessidades calóricas durante uma janela fixa de alimentação. O jejum intermitente não indica quais alimentos comer, mas sim quando. O corpo secreta insulina após cada refeição, e comer ao longo do dia mantém os níveis de insulina altos. O aumento da insulina causa insensibilidade à insulina, levando ao aumento de peso, pré-diabetes e diabetes tipo 2. O jejum intermitente tornou-se popular, pois é uma maneira excelente e barata de perder gordura sem perder a densidade muscular. O jejum também desintoxica o sistema digestivo, o que ajuda a aumentar a imunidade, o tônus muscular e a densidade muscular. Este método de jejum tem prós e contras.

Tipos de jejum intermitente

1. Alimentação com restrição de tempo

2. Jejum em dias alternados

3. Jejum de dia inteiro:

4. Jejum por motivos religiosos

A Dieta Adventista do Sétimo Dia

Alimentação com restrição de tempo: É o jejum intermitente bem conhecido e o mais fácil. Também era conhecida como a dieta 16:8. A ingestão de alimentos é restrita a menos de três refeições por dia e consumida em um regime de tempo limitado.

Jejum em dias alternados: É o método ADF. Há um dia de festa de 24 horas seguido por um dia de jejum de 24 horas para este tipo.

Jejum de dia inteiro: é popularmente conhecido como dieta 5:2. Em uma semana, cinco dias são dias de alimentação e um a dois dias podem ser dias de jejum.

Jejum por motivos religiosos: Isso está presente na religião muçulmana, hindu, cristã e em muitas outras tradições e religiões. Durante o Ramadã, a alimentação ocorre após o pôr do sol e antes do nascer do sol. Como resultado, as pessoas observam 12 horas de regime de jejum.

A Dieta Adventista do Sétimo Dia: Este método consome duas refeições por dia. O consumo de refeições geralmente é entre 12h e 18h e geralmente inclui vegetais de folhas verdes, frutas e nozes.

A resposta do corpo ao jejum intermitente

  1. A atividade física, o cérebro e outros órgãos vitais exigem o consumo de glicose para continuar. O alimento digerido é convertido em glicose, presente em abundância após o consumo das refeições. Quando há excesso de glicose, o corpo a armazena como glicogênio no fígado ou a converte em gordura, o que causa ganho de peso e outros problemas de saúde.
  2. Durante o estado de jejum, cerca de oito horas depois de comer, os níveis de glicose são baixos e o corpo obtém a glicose necessária do glicogênio armazenado. O glicogênio é quebrado (um processo conhecido como glicogenólise) e convertido em glicose (conhecido como gliconeogênese). O corpo usará essa glicose como combustível.
  3. O corpo não tem glicose armazenada durante o jejum intermitente ou jejum prolongado, então ocorre a cetogênese. A quebra da gordura presente no tecido adiposo libera corpos cetônicos.

Jejum intermitente para mulheres

Os tipos de corpo diferem entre homens e mulheres. Como resultado, o jejum intermitente tem um efeito diferente nas mulheres. As mulheres diferem dos homens devido a diferenças genéticas e hormônios sexuais femininos. O jejum pode interferir no sistema hormonal reprodutivo, o que é crítico nas mulheres. Os hormônios femininos são sensíveis à restrição calórica, portanto, não deve haver horas de jejum prolongadas. O jejum intermitente durante a idade fértil pode causar interrupções no ciclo menstrual, perda de cabelo, fadiga e problemas de sono, entre outras coisas. O jejum recomendado para mulheres é de cerca de 12 a 14 horas por dia, no qual as mulheres podem jejuar com segurança enquanto permanecem hidratadas. É fundamental consumir uma dieta nutritiva rica em gorduras saudáveis durante esse período. Mulheres no final dos 40 e início dos 50 se beneficiam muito do jejum intermitente porque sua composição hormonal reprodutiva muda após a menopausa. O jejum intermitente deve ser evitado por mulheres grávidas, lactantes, adolescentes, abaixo do peso, diabéticos tipo 1, com problemas de fertilidade ou distúrbios alimentares. Ao considerar o jejum, consulte um médico para saber sua adequação.

Jejum intermitente um método científico para perder peso?

  1. Durante o jejum intermitente, a cetogênese ocorre porque o corpo está desprovido de glicose armazenada. Os corpos cetônicos funcionam de maneira semelhante para reservar combustível para fornecer a energia necessária ao corpo. Como resultado, o corpo começará a queimar gordura e, eventualmente, haverá menos gordura, o que ajuda a perder peso.
  2. O jejum intermitente também ajuda a reduzir os níveis de insulina. A insulina é um hormônio que auxilia na absorção de glicose nos músculos e tecidos adiposos. Também ajuda o corpo a produzir ácidos graxos armazenados como gordura. O excesso de glicose aumenta os níveis de insulina no corpo, resultando no aumento da produção de gordura. Os níveis de insulina são baixos durante o jejum, o que inibe a biogênese dos ácidos graxos. O corpo não pode produzir gordura, convertendo a gordura existente em corpos cetônicos, usando-a como fonte de energia alternativa. Como resultado, há uma perda mais significativa de gordura, o que ajuda na perda de peso.

Sim! O jejum intermitente é cientificamente comprovado para promover a perda de peso e limpar o corpo física e mentalmente. No entanto, não é um método garantido, pois pessoas diferentes têm metabolismos corporais diferentes e um tipo de jejum pode não servir para todos.

Como jejuar intermitentemente?

  1. Alimentação com restrição de tempo: Nesse método, se alguém consumir alimentos às 19h, poderá comer apenas no dia seguinte às 11h. É o mais fácil, pois a maior parte do tempo de jejum é à noite durante o sono. O objetivo aqui é estender o período de jejum, feito regularmente. Em 24 horas, a pessoa jejuará por 16 horas e comerá nas 8 horas restantes.
  2. Jejum em dias alternados: As pessoas podem comer o que quiserem em um dia de festa. Não há restrições quanto à quantidade ou ao horário da comida. Durante o dia do jejum, eles consomem nada além de água. A outra variante desse jejum é que cerca de 500 calorias de alimentos são permitidas.
  3. Jejum de dia inteiro: Nos dias de alimentação, as pessoas consomem alimentos regulares, enquanto, nos dias de jejum, as pessoas consomem apenas 20 a 25 por cento do total de necessidades calóricas diárias.

Conclusão

O jejum intermitente é uma ideia fantástica com resultados promissores. No entanto, não deve ser uma parte obrigatória de nossas vidas diárias por um período prolongado porque as consequências a longo prazo são desconhecidas. No entanto, em uma sociedade propensa a comer demais, um dia de jejum não fará mal e provavelmente ajudará. Continue a ser saudável e feliz.

Overcoming fear of failure through Art Therapy​

Ever felt scared of giving a presentation because you feared you might not be able to impress the audience?