Os custos ocultos da ansiedade com a saúde

Junho 21, 2023

7 min read

Avatar photo
Author : United We Care
Os custos ocultos da ansiedade com a saúde

Introdução

“Depois de pesquisar sintomas obsessivamente no Google por quatro horas, descobri que ‘sintomas de pesquisa obsessiva no Google’ é um sintoma de hipocondria.” -Stephen Colbert [1]

A ansiedade de saúde, também conhecida como transtorno de ansiedade de doença ou hipocondria, é uma condição psicológica caracterizada por preocupação excessiva e medo de ter uma condição médica grave. Indivíduos com ansiedade de saúde muitas vezes interpretam mal as sensações corporais normais como sinais de doença grave, levando a maior sofrimento e busca frequente de segurança médica.

O que é ansiedade de saúde?

A ansiedade de saúde, também conhecida como transtorno de ansiedade de doença ou hipocondria, é uma condição psicológica caracterizada por preocupação excessiva e medo de ter uma condição médica grave (Salkovskis et al ., 2002). [2]

Indivíduos com ansiedade de saúde muitas vezes interpretam mal as sensações corporais normais como sinais de doença grave e buscam continuamente garantias médicas, levando a consultas médicas e exames médicos frequentes. De acordo com a pesquisa realizada por Alberts et al ., 2013, fatores cognitivos, como vieses atencionais e crenças catastróficas, contribuem para desenvolver e manter a ansiedade em relação à saúde. [3]

Quais são os sintomas físicos e emocionais da ansiedade de saúde?

A ansiedade com a saúde está associada a uma série de sintomas físicos e emocionais. A pesquisa identificou vários sintomas comuns experimentados por indivíduos com ansiedade de saúde:

  • Sintomas físicos : Indivíduos com ansiedade em relação à saúde podem apresentar sintomas físicos frequentemente relacionados a suas preocupações com a saúde. Estes podem incluir palpitações, tensão muscular, tonturas, dores de cabeça, falta de ar, problemas gastrointestinais e fadiga. Taylor et al., 2008 descobriram que indivíduos com ansiedade em relação à saúde relataram maior frequência e intensidade de sintomas físicos do que os grupos de controle. [4]
  • Sintomas emocionais : a ansiedade com a saúde também está associada a vários sintomas emocionais. Estes podem incluir preocupação excessiva, medo, inquietação, irritabilidade, dificuldade de concentração, distúrbios do sono e sensibilidade aumentada às sensações corporais. A pesquisa publicada por Dozois et al., 2004 destacou a presença de níveis elevados de ansiedade, depressão e angústia em indivíduos com ansiedade de saúde em comparação com a população em geral. [5]

Observe que esses sintomas podem variar em intensidade e apresentação entre os indivíduos. Se você ou alguém que você conhece está apresentando esses sintomas, é aconselhável consultar um profissional de saúde qualificado para um diagnóstico preciso e suporte adequado.

Quando procurar ajuda profissional para ansiedade de saúde?

A busca de ajuda profissional para ansiedade de saúde é recomendada quando os sintomas afetam significativamente o funcionamento diário, causam sofrimento e interferem na qualidade de vida de uma pessoa. Procure assistência profissional se enfrentar algum dos seguintes problemas: [6]

Quando procurar ajuda profissional para ansiedade de saúde?

  • Persistência e intensidade dos sintomas : se os sintomas de ansiedade com a saúde persistirem por um período prolongado, piorarem com o tempo ou interferirem significativamente nas atividades diárias, pode ser benéfico procurar ajuda profissional.
  • Funcionamento prejudicado : Se a ansiedade de saúde levar à evitação de atividades, isolamento social ou dificuldades ocupacionais, é aconselhável procurar ajuda profissional.
  • Impacto negativo no bem-estar : quando a ansiedade em relação à saúde causa sofrimento significativo, ansiedade, depressão ou declínio no bem-estar geral, a intervenção profissional pode ser benéfica.
  • Incapacidade de autogerenciamento : se as tentativas de gerenciar a ansiedade com a saúde de forma independente, como estratégias de autoajuda ou mudanças no estilo de vida, se mostrarem ineficazes, a assistência profissional é recomendada.

Lembre-se, é essencial consultar um profissional de saúde qualificado que possa fornecer um diagnóstico preciso, opções de tratamento adequadas e suporte contínuo adaptado às necessidades individuais.

O que você pode fazer para controlar a ansiedade de saúde?

O gerenciamento da ansiedade em relação à saúde envolve a adoção de várias estratégias que demonstraram eficácia em pesquisas. Aqui estão algumas abordagens baseadas em evidências: [7]

O que você pode fazer para controlar a ansiedade de saúde?

  • Educação e informação : obter informações precisas sobre condições de saúde e processos médicos pode ajudar indivíduos com ansiedade de saúde a desafiar equívocos e aliviar a ansiedade.
  • Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) : A TCC é um tratamento bem estabelecido para a ansiedade relacionada à saúde. Ele se concentra em identificar e desafiar distorções cognitivas e crenças desadaptativas relacionadas a problemas de saúde.
  • Intervenções baseadas em mindfulness : Técnicas de mindfulness, como meditação e abordagens baseadas em aceitação, podem ajudar indivíduos com ansiedade de saúde a desenvolver uma postura de não julgamento e aceitação em relação a seus pensamentos e sensações corporais.
  • Exposição gradual e prevenção de resposta : a exposição gradual a situações temidas relacionadas à saúde e prevenção de resposta (evitação de comportamentos de busca de segurança) é outra técnica eficaz.
  • Técnicas de redução do estresse : a incorporação de técnicas de redução do estresse, como exercícios de relaxamento, respiração profunda e atividade física, pode ajudar a controlar os sintomas de ansiedade associados a problemas de saúde.

É essencial consultar um profissional de saúde ou terapeuta qualificado para adaptar essas estratégias às necessidades e circunstâncias individuais.

Conclusão

A ansiedade em relação à saúde pode afetar significativamente o bem-estar e a qualidade de vida de um indivíduo. Buscar ajuda profissional, como terapia cognitivo-comportamental, intervenções baseadas na atenção plena e técnicas de redução do estresse, pode gerenciar com eficácia os sintomas de ansiedade em saúde e melhorar o funcionamento geral. Abordar a ansiedade de saúde para promover o bem-estar psicológico e reduzir o sofrimento desnecessário é essencial.

Se você está enfrentando problemas de saúde, entre em contato com nossos especialistas em saúde mental da United We Care ! Na United We Care, uma equipe de profissionais de bem-estar e especialistas em saúde mental irá orientá-lo com os melhores métodos para o bem-estar.

Referências

[1] Colbert, S. (sd). Citação de Stephen Colbert: “ Depois de pesquisar sintomas no Google obsessivamente por quatro anos. ..” Boas leituras. Recuperado em 15 de maio de 2023, de

[2] PM SALKOVSKIS, KA RIMES, HMC WARWICK e DM CLARK, “O Inventário de Ansiedade de Saúde: desenvolvimento e validação de escalas para a medição de ansiedade de saúde e hipocondria,” Psychological Medicine, vol . 32, nº. 05, jul. 2002, doi: 10.1017/s0033291702005822.

[3] NM Alberts, HD Hadjistavropoulos, SL Jones e D. Sharpe, “The Short Health Anxiety Inventory: Uma revisão sistemática e meta-análise,” Journal of Anxiety Disorders , vol. 27, não. 1, pp. 68–78, janeiro de 2013, doi: 10.1016/j.janxdis.2012.10.009.

[4] S. Taylor, KL Jang, MB Stein e GJG Asmundson, “Uma Análise Genética Comportamental da Ansiedade de Saúde: Implicações para o Modelo Cognitivo-Comportamental da Hipocondria”, Journal of Cognitive Psychotherapy, vol . 22, não. 2, pp. 143–153, jun. 2008, doi: 10.1891/0889-8391.22.2.143.

[5] “IFC”, Journal of Anxiety Disorders , vol. 18, não. 3, pág. IFC, janeiro de 2004, doi: 10.1016/s0887-6185(04)00026-x.

[6] JS Abramowitz, BJ Deacon, e DP Valentiner, “The Short Health Anxiety Inventory: Psychometric Properties and Construct Vality in a Non-clinical Sample,” Cognitive Therapy and Research , vol. 31, nº. 6, pp. 871–883, fevereiro de 2007, doi: 10.1007/s10608-006-9058-1.

[7] BO Olatunji, BJ Deacon e JS Abramowitz, “A Cura Mais Cruel? Questões éticas na implementação de tratamentos baseados em exposição,” Cognitive and Behavioral Practice , vol. 16, não. 2, pp. 172–180, maio de 2009, doi: 10.1016/j.cbpra.2008.07.003.

Unlock Exclusive Benefits with Subscription

  • Check icon
    Premium Resources
  • Check icon
    Thriving Community
  • Check icon
    Unlimited Access
  • Check icon
    Personalised Support
Avatar photo

Author : United We Care

Scroll to Top

United We Care Business Support

Thank you for your interest in connecting with United We Care, your partner in promoting mental health and well-being in the workplace.

“Corporations has seen a 20% increase in employee well-being and productivity since partnering with United We Care”

Your privacy is our priority