Transtorno de personalidade paranóica: 5 estratégias importantes de autoajuda para o gerenciamento diário

Março 20, 2024

9 min read

Avatar photo
Author : United We Care
Clinically approved by : Dr.Vasudha
Transtorno de personalidade paranóica: 5 estratégias importantes de autoajuda para o gerenciamento diário

Introdução

Nossas personalidades são uma combinação de características complexas e diferentes. Nossa composição genética e nossa educação desempenham um papel importante na formação de nossa personalidade. O Transtorno da Personalidade Paranóica (PPD) é uma condição que pode ser hereditária e também resultado de crescer em um ambiente inseguro na infância. O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, Quinta Edição (DSM-5) inclui PPD nos transtornos de personalidade do Grupo A.

O que é transtorno de personalidade paranóica?

Se você conhece alguém com PPD, pode ter sentido suspeita, desconfiança e falta de interesse por parte dessa pessoa. PPD é característico de pensamento disfuncional e padrões comportamentais. Se você tem DPP, é provável que comece a sentir sintomas e a mostrar sinais no final da adolescência ou início da idade adulta. Esta condição é mais comum em homens do que em mulheres. [1] Quando você sofre de DPP, você pode restringir severamente sua vida social, pois muitas vezes interpreta os motivos e ações dos outros como maliciosos ou prejudiciais. Como o PPD não é um transtorno psicótico completo, como a esquizofrenia, você pode empregar estratégias de autoajuda para controlar os sintomas e melhorar a qualidade do seu bem-estar mental.

Sintomas de transtorno de personalidade paranóica

Se você conhece alguém com DPP, deve ter observado que muitas vezes essa pessoa não percebe que seu comportamento não é comum. Se você sofre de DPP, poderá ver pessoas expressando que seu comportamento em relação a elas é hostil, teimoso e injustificado. Além disso, você pode estar enfrentando os seguintes sintomas: Vivendo com Transtorno de Personalidade Paranóica

  • Desconfiança: Você acredita que outros estão tentando enganá-lo ou explorá-lo, então você duvida do comprometimento, lealdade ou confiabilidade deles [2]
  • Hipervigilância: você está sempre atento a motivos ocultos e ameaças de outras pessoas
  • Relutância em confiar: você tem medo de revelar informações pessoais porque acredita que outras pessoas as usarão contra você
  • Guardar rancor: você é incapaz de perdoar ou esquecer e tem dificuldade em ver o papel que desempenha em um conflito
  • Raiva e hostilidade: você costuma ficar irritado, na defensiva ou argumentativo quando se sente ameaçado

Se isso soa como você, entenda que esses sintomas são apenas manifestações de insegurança interior. Com consciência e o apoio certo, é possível controlar estes sintomas e levar uma vida mentalmente saudável.

Causas do transtorno de personalidade paranóica

Nossas personalidades são resultado de nossa natureza e criação. Nossa composição biológica e ambiental. Nossa genética e experiências de infância. Se transtornos de personalidade, como DPP, ocorrerem em sua família, é mais provável que você os desenvolva. Os desequilíbrios nos nossos neurotransmissores, como a dopamina, também podem desempenhar um papel no desenvolvimento da DPP. [3] Se você cresceu em um ambiente instável, imprevisível ou sem apoio, juntamente com abuso e negligência emocional ou física, isso pode levar ao desenvolvimento de DPP na adolescência ou no início da idade adulta. [4] A causa exata da DPP é desconhecida, mas acredita-se que seja uma interação entre todos esses fatores – biológicos, ambientais e psicológicos.

Efeitos do transtorno de personalidade paranóica

Viver com DPP pode ter um impacto na nossa vida pessoal e profissional. Em sua essência, afeta a maneira como percebemos a nós mesmos, aos outros e às situações da vida. Alguns efeitos comuns do PPD incluem:

  • Sentindo-se emocionalmente angustiado: Você está constantemente vigilante e desconfiado dos outros, o que o faz sentir-se ansioso e deprimido.
  • Vivenciando o isolamento social: Você desconfia das pessoas e se distancia delas e acaba se sentindo isolado e solitário.
  • Conflito nos relacionamentos: Às vezes, você pode ser hipersensível e interpretar mal palavras e ações inocentes como ameaças, o que pode levar a conflitos com as pessoas de quem você gosta [5]
  • Dificuldades relacionadas ao trabalho e emprego: Você também não confia em seus colegas de trabalho ou superiores , o que leva a mais conflitos e instabilidade e, portanto, pode tornar-se cada vez mais difícil para você manter um emprego estável.

Como humanos, somos criaturas sociais. Nós prosperamos quando temos um sentimento de pertencimento e quando nos sentimos vistos e ouvidos. Portanto, pode ser extremamente desafiador sentir esses sintomas.

Tratamento do transtorno de personalidade paranóica

Se você sofre de DPP, pode ter dificuldade em procurar ajuda ou tratamento para seus sintomas, pois pode suspeitar das intenções dos outros.

  1. É possível superar essa desconfiança e obter o tratamento adequado de que necessita com o apoio de sua família, amigos e pessoas próximas. Ao consultar um profissional de saúde mental, você pode criar o melhor plano de tratamento para si mesmo.
  2. A psicoterapia, como a terapia cognitivo-comportamental (TCC), é uma forma eficaz de ajudá-lo a identificar padrões de pensamento e crenças que não estão servindo você e substituí-los por narrativas mais realistas e positivas. [6]
  3. Um terapeuta também pode ajudá-lo a desenvolver habilidades de enfrentamento saudáveis, melhorar sua auto-estima e comunicação, e a maneira como você interage socialmente.
  4. A prescrição de medicamentos não é comum para PPD. No entanto, seu médico pode prescrever antidepressivos ou estabilizadores de humor para aliviar os sintomas.
  5. Junto com essas opções, a implementação de estratégias de autoajuda pode ajudar muito no gerenciamento dos sintomas e do bem-estar da DPP.

Estratégias de autoajuda para transtorno de personalidade paranóica

As estratégias de autoajuda para DPP são mais eficazes quando combinadas com tratamento profissional. Com essas estratégias, fica mais fácil administrar sua condição no dia a dia. Algumas coisas que você pode fazer para autogerenciar seus sintomas são:

  1. Desenvolva a autoconsciência e eduque-se: entre em contato e identifique seus sentimentos. Entenda como eles aparecem em seu corpo. Reflita sobre o que você realmente precisa para criar uma sensação de segurança. Esteja determinado a fazer mudanças saudáveis e positivas na vida.
  2. Mantenha um diário para registrar no diário: registre seus pensamentos e sentimentos. Identifique gatilhos e padrões prejudiciais.
  3. Desafie padrões de pensamento prejudiciais: crie uma distinção clara entre preocupações racionais e paranóia irracional, perguntando-se se há alguma evidência que apoie seus pensamentos e crenças.
  4. Pratique a atenção plena e o autocuidado: Aprenda a relaxar e cuidar de seus hábitos de vida, como dormir, comer e fazer exercícios. Pratique exercícios de meditação e relaxamento para reduzir a ansiedade.
  5. Desenvolva conexões sociais e um sistema de apoio: Envolver-se em atividades sociais e ir contra o seu instinto de suspeitar dos outros pode ser útil. Buscar o apoio de amigos, familiares e entes queridos pode ser muito reconfortante.

Conclusão

O DSM-5 classifica o transtorno de personalidade paranóide como um transtorno de personalidade. A causa exata da DPP é desconhecida, mas sabemos que é uma combinação de nossos fatores genéticos e experiências infantis, como negligência e abuso. Com o PPD, você pode sentir uma desconfiança geral nas intenções dos outros. Você também pode ter dificuldade em ser hipervigilante, relutante em confiar nos outros e guardar rancor. Viver com DPP pode ser desafiador, pois pode fazer você se sentir angustiado, desconectado e isolado. Isso pode afetar seus relacionamentos e também seu trabalho. Com o tratamento correto, é possível controlar os sintomas da DPP e melhorar sua saúde mental e bem-estar. Fale com nossos especialistas da United We Care para obter mais informações. TCC, medicação e estratégias de autoajuda combinadas são uma forma eficaz de controlar a DPP.

Referências:

[1] Z. Mary, “Comorbidade do Eixo II do transtorno de personalidade limítrofe”, [Online]. Disponível: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0010440X98900384 [Acessado em 12 de outubro de 2023]. [2] Royce Lee, “Mistrustful and Misunderstood: a Review of Paranoid Personality Disorder”, [Online]. Disponível: https://link.springer.com/article/10.1007/s40473-017-0116-7 [Acessado em: outubro 12, 2023]. [3] S. Dolan, “O uso da dopamina para aumentar a resiliência em uma era pós-COVID-19: lições de descobertas recentes em neurociência que ajudam a manter a vigilância e a produtividade na vida e no trabalho”, [Online ]. Disponível: https://www.researchgate.net/profile/Simon-Dolan-2/publication/358211612_THE_USE_OF_DOPAMINE_TO_ENHANCE_RESILIENCE_IN_A_POST_COVID-19_ERA_Lessons_from_recent_discoveries_in_neuroscience_that_helps_sustain_vigilance_and_productivity_in_life_and_work/links/ 61f55ec31e98d168d7da08fd/O USO DE DOPAMINA PARA AUMENTAR A RESILIÊNCIA-EM-A- POST-COVID-19-ERA-Lessons-from-recent-discoveries-in-neuroscience-that-helps-sustain-vigilance-and-productivity-in-life-and-work.pdf [Acessado em: 12 de outubro de 2023] [4] LM Bierer, R. Yehuda, J. Schmeidler, V. Mitropoulou, AS New, JM Silverman e LJ Siever, “Abuso e negligência na infância: relacionamento com diagnósticos de transtorno de personalidade”, [Online] . Disponível: https://www.cambridge.org/core/journals/cns-spectrums/article/abs/abuse-and-neglect-in-childhood-relationship-to-personality-disorder-diagnoses/3B83E21CD90B4FBD094BF5EA82C694A0 [Acessado em outubro. 12, 2023]. [5] S. Akhtar, “Transtorno de Personalidade Paranóica: Uma Síntese de Características de Desenvolvimento, Dinâmicas e Descritivas” Psiquiatria Online, [Online]. Disponível:https://psychoterapia.psychiatryonline.org/doi/abs/10.1176/appi.psychoterapia.1990.44.1.5 [Acessado em 12 out. 2023]. [6] Dr. R. Verheul, “A eficácia de várias modalidades de psicoterapia para transtornos de personalidade: uma revisão sistemática das evidências e recomendações clínicas”, [Online]. Disponível: https://www.tandfonline.com/doi/ abs/10.1080/09540260601095399 [Acessado em: 12 de outubro de 2023].

Unlock Exclusive Benefits with Subscription

  • Check icon
    Premium Resources
  • Check icon
    Thriving Community
  • Check icon
    Unlimited Access
  • Check icon
    Personalised Support
Avatar photo

Author : United We Care

Scroll to Top

United We Care Business Support

Thank you for your interest in connecting with United We Care, your partner in promoting mental health and well-being in the workplace.

“Corporations has seen a 20% increase in employee well-being and productivity since partnering with United We Care”

Your privacy is our priority