Namorar alguém com transtorno de ansiedade: 5 dicas importantes

Maio 16, 2024

8 min read

Avatar photo
Author : United We Care
Namorar alguém com transtorno de ansiedade: 5 dicas importantes

Introdução

Namorar, em geral, pode ser um processo complexo. No entanto, quando alguém está em um relacionamento com alguém que passa por um grave problema de saúde mental, como a ansiedade, as chances de essa dificuldade aumentar são altas. Namorar alguém com ansiedade pode trazer desafios únicos, mas pode ser facilmente gerenciado com estratégias simples e inculca alguma sensibilidade no relacionamento.

O que você deve saber antes de namorar alguém com ansiedade?

Antes de namorar alguém com Transtorno de Ansiedade, é fundamental entender o que são os transtornos de ansiedade. Também é importante perceber que a ansiedade afetará o relacionamento, mas a pessoa com quem você está é muito mais do que seu transtorno. A Associação Americana de Psiquiatria afirma: “A ansiedade é um estado de humor negativo caracterizado por sintomas corporais de tensão física e por apreensão sobre o futuro” [1, p.123]. Embora todos experimentem ansiedade, nos Transtornos de Ansiedade essa preocupação é persistente, excessiva e ocorre em situações que não são necessariamente ameaçadoras [2]. Existem diferentes tipos de transtornos de ansiedade e o foco da “preocupação” é diferente. Isso inclui [1] [2]: O que você deve saber antes de namorar alguém com ansiedade

  • Distúrbio de ansiedade generalizada
  • Transtorno de ansiedade social
  • Síndrome do pânico
  • Fobias Específicas
  • Agorafobia

Independentemente do tipo, é sabido que quando um dos parceiros tem um transtorno de ansiedade, isso impacta negativamente a qualidade do relacionamento [3]. Devido à ansiedade, o indivíduo pode agir de forma confusa para o parceiro, e situações que não são visíveis ou compreensíveis podem desencadeá-las. Por exemplo, uma pessoa com ansiedade pode se distrair durante uma conversa. Não é porque não estejam interessados, mas pode ser que estivessem controlando suas emoções extremas e agora estejam exaustos. No entanto, nem tudo o que o parceiro faz resultará da sua ansiedade. Um erro comum que as pessoas cometem é que, quando acontece um diagnóstico, elas reduzem toda a identidade da pessoa a esse diagnóstico. Esquecem-se que a pessoa também terá pontos fortes, qualidades, peculiaridades, gostos, desgostos, momentos de sucesso, momentos de fracasso, etc. Em outras palavras, o transtorno pode descrever alguns comportamentos, mas não definir o eu como um todo [5]. É fundamental fazer essa distinção para ter uma relação com a “pessoa” e não com o transtorno. Deve ler sobre- Namoro como mãe solteira

Como pode ser namorar alguém com transtorno de ansiedade?

Cada pessoa com ansiedade será afetada de forma diferente. Algum estresse pode parecer ficar frequentemente irritado, irritado ou distraído. Alguns outros podem parecer passivo-agressivos ou excessivamente críticos [4]. Alguns podem demonstrar um desejo intenso de proximidade e dependência excessiva em relação aos seus parceiros, enquanto outros podem tornar-se excessivamente independentes para evitar a vulnerabilidade. Cada pessoa terá diferentes padrões de ansiedade. No entanto, existem alguns pontos em comum nesses padrões. A autora Kate Theida descreve esses pontos em comum em seu livro “Loving Someone with Anxiety” [6]. Segundo ela, algumas áreas afetadas são: Como pode ser namorar alguém com transtorno de ansiedade

  • Comunicação: Indivíduos com ansiedade podem interpretar mal alguns comentários, não conseguir expressar suas emoções de forma eficaz e, às vezes, ficar irritados, o que pode ser mal interpretado pelo parceiro de forma errada. Tudo isso resulta em comunicação deficiente.
  • Ambientes Sociais : Pessoas com ansiedade acham difícil navegar até mesmo em ambientes sociais simples, como trabalho, academia, almoço, reuniões, etc. Pode gerar irritação e ressentimento no parceiro e afetar significativamente a presença de relações sociais positivas na vida.
  • Intimidade sexual: O sexo pode parecer inseguro ou vulnerável para a pessoa. Diminui o interesse da pessoa pelo sexo e pode afetar suas respostas e sua capacidade de obter prazer. A preocupação com o prazer e a culpa do parceiro por ser inadequado também são comuns.
  • Sensibilidade Emocional: A pessoa pode reagir a incidentes menores e ser incapaz de expressar suas emoções ou estabelecer limites saudáveis com o parceiro. Isto pode dar origem a vários conflitos entre os parceiros.
  • Emprego e emprego: Pessoas com ansiedade muitas vezes têm dificuldade em gerir empregos e podem preocupar-se excessivamente com o seu trabalho. Às vezes, isso pode infiltrar-se no relacionamento e prejudicar o tempo e a energia que alguém gasta nele.

Apesar desses pontos em comum, é preciso lembrar que o tipo de ansiedade e a gravidade dela determinarão como o relacionamento será afetado. Sem cultivar essa compreensão, será difícil administrar o relacionamento. Mais informações sobre – Adolescentes e namoro online

5 dicas para namorar alguém com ansiedade

Mesmo que a perspectiva de namorar alguém com transtorno de ansiedade possa parecer desafiadora, não é tão difícil. A seguir estão cinco coisas que podem ajudar uma pessoa que tem um parceiro com ansiedade. Dicas para namorar alguém com ansiedade

1. Ouça e aprenda

É essencial discutir inicialmente e regularmente com o parceiro como ele está sendo afetado pela ansiedade [7] [8]. É preciso ouvir o parceiro e as dicas que ele dá sem julgamento. Reconhecer seus sentimentos e verificar como podem ser ajudados [6]. Aprender essas duas coisas o ajudará a assumir o controle e a manter a calma quando a ansiedade do seu parceiro for excessiva.

2. Observe como a ansiedade deles afeta você.

A ansiedade em uma pessoa pode fazê-la reagir de maneiras que a desencadeiam. Pode ser útil identificar esses gatilhos e tentar discuti-los também com o parceiro. Muitas vezes, o que vem da ansiedade do parceiro não é uma definição dos sentimentos dele em relação a você, por isso é essencial gerenciar suas reações à ansiedade dele [8]. Invalidá-lo, culpá-los ou aceitá-lo provavelmente piorará a situação. Também pode ser útil procurar terapia para aprender habilidades de enfrentamento e comunicação para essas situações [9].

3. Seja o apoio deles, não o terapeuta.

Pode ser tentador tornar-se seu apoio constante e um terapeuta que ajuda a gerenciar cada gatilho. No entanto, a ansiedade é um transtorno complexo que requer tratamento profissional. Assim, presumir que alguém pode ser o terapeuta do parceiro é irracional e inútil, privando a pessoa do tratamento real e criando uma dependência difícil de sustentar. Em vez disso, pode-se encorajar o parceiro a procurar tratamento adequado e apoiá-lo em sua jornada [4] [9].

4. Defina limites sempre que necessário

Ser paciente e desenvolver uma melhor comunicação é essencial para tais relacionamentos. Mas, ao mesmo tempo, estabelecer limites e comunicar as próprias necessidades também é importante [7]. Alguns comportamentos como acusações, insultos ou ameaças são inaceitáveis e devem ser denunciados. Além disso, se houver muitas expectativas ou se suas necessidades estiverem sendo ignoradas, é essencial estabelecer limites e comunicá-los. Pessoas com ansiedade geralmente estão dispostas a fazer mudanças e respeitar os outros.

5. Tenha um estilo de vida que reduza a ansiedade

Se um estilo de vida saudável acomodar o problema da pessoa, ela poderá controlar melhor muitos sintomas de ansiedade[6]. Mudanças simples, como evitar alimentos (como cafeína, açúcares, álcool, etc.) que afetam o humor podem ser úteis. Além disso, mudanças como limitar o uso da tecnologia, melhorar o tempo e o espaço para relaxar, limitar a exposição aos meios de comunicação que geralmente mostram notícias negativas e ter um horário para o trabalho e obrigações sociais podem ajudar a reduzir muitos fatores desencadeantes. A saúde geral do relacionamento pode ser melhorada designando e gastando “tempo de casal” com atividades seguras e agradáveis para ambos os parceiros [6]. Leia mais – Fatos que ninguém jamais lhe contará sobre namoro online

Conclusão

Namorar alguém com transtorno de ansiedade pode trazer uma série de desafios únicos. No entanto, há algumas coisas que devemos lembrar para gerenciar esses desafios de forma eficaz. Criar um espaço seguro para o parceiro e ter limites e um estilo de vida propício são formas de ter um relacionamento saudável com uma pessoa com diagnóstico de Transtorno de Ansiedade.

Referências

  1. DH Barlow e VM Durand, “Anxiety Disorders”, em Psicologia anormal: uma abordagem integrativa, 6ª ed., Califórnia, EUA: Wadsworth, Cengage Learning, 2012, p. 123.
  2. “Transtornos de ansiedade”, NAMI. [On-line]. Disponível aqui : [Acessado em: 21/04/2023].
  3. P. Pankiewicz, M. Majkowicz e G. Krzykowski, “Transtornos de ansiedade em parceiros íntimos e a qualidade de seu relacionamento”, Journal of Affective Disorders, vol. 140, não. 2, pp.
  4. Admin, “Como seu transtorno de ansiedade afeta seu relacionamento romântico”, Discovery Mood & Anxiety Program, 10 de janeiro de 2023. [On-line]. Disponível aqui : [Acessado em: 21/04/2023].
  5. PD John M. Grohol, “Você não é o seu diagnóstico”, Psych Central, 10 de junho de 2015. [On-line].Disponível aqui : [Acessado em: 21/04/2023].
  6. KN Thieda, Amar alguém com ansiedade: compreender e ajudar seu parceiro. Oakland, CA: New Harbinger Publications, Inc, 2013.
  7. “Namorar alguém com ansiedade – espaço para conversar”, Condições de Saúde Mental, 18 de abril de 2023. [On-line]. Disponível aqui : [Acessado em: 21/04/2023].
  8. Equipe Z., “Namorar alguém com ansiedade: 8 coisas que devemos e não devemos fazer: Zencare Blog”, The Couch: A Therapy & Mental Wellness Blog, 21 de junho de 2022. [On-line]. Disponivel aqui : . [Acesso em: 21/04/2023].
  9. KC Center, “Namorar alguém com ansiedade: o que fazer e o que não fazer”, Kentucky Counseling Center, 27 de outubro de 2022. [On-line]. Disponível aqui : [Acessado em: 21/04/2023].

Unlock Exclusive Benefits with Subscription

  • Check icon
    Premium Resources
  • Check icon
    Thriving Community
  • Check icon
    Unlimited Access
  • Check icon
    Personalised Support
Avatar photo

Author : United We Care

Scroll to Top

United We Care Business Support

Thank you for your interest in connecting with United We Care, your partner in promoting mental health and well-being in the workplace.

“Corporations has seen a 20% increase in employee well-being and productivity since partnering with United We Care”

Your privacy is our priority